janeiro 15, 2009

Valha-me Nossa Senhora!


Estas 153 alminhas bem podem andar de avião para o resto da vida que, estatisticamente falando, de desastre do dito não morrem de certeza.
Não tenho bem a certeza de que a estatística me descansaria...

9 comentários:

PKB disse...

Não ganharam para o susto, mas vão viver para contá-la! :)

Beijinhos!

JS disse...

Até arrepia!

Patti disse...

E podes ver mais
aqui!

Paulo disse...

Para a próxima já vou ler com atenção as instruções de segurança para saber como é que se faz quando o avião cai, não vão os demónios tecê-las.

(Os passarinhos, coitadinhos, é que lá foram.)

Músico Guerreiro aka Melões disse...

Bolas... e muita sorte.
Quanto as estatisticas, sao isso mesmo, estatisticas.
Beijo

Xívico Anacleto disse...

Bonj diaj, Menina Tereja. Bonj diaj, Menina Mad.

Ejtou xem palabraj!

Xempre aprendi, quer em caja, quer na catequeje, que debíamoj fajer o bem xem ejperar recompenxa porque exa, a berdadeira, em debida altura noj xeria dada, com uma bida eterna no Paraíjo, junto de todaj aj pexoaj que, na xua paxagem pela bida terrena, xe pautaram pela bondade e pelo altruíjmo.

Xe a Menina Tereja poderá, até, queixar-xe de que eu num bijito o xeu blóguio (também num entendo um déximo daquilo que ela, com o debido rejpeito, para lá dij...), a Menina Mad até que num ejtá com a rajão porque, ao que pude ber, aquilo que debia xer um comentário até foi elebado à categoria de pojt (ou pojtagem, como por ali xe dij).

Agora que xe mancomunaxem ambaj contra ejte pobre neobloguífero que tanto aj ejtima e que o xhantageaxem, debo dijer que num ejtaba à ejpera. Como ambaj diriam: DE TODO!

Também aprendi em pequenino que aj atitudej xão de quem aj pratica e, portanto, cada um de nój oj trêj ficará com aj xuaj: eu num me comprometendo a bijitar oj blóguioj por falta de tempo e ejchecho de deber, aj Meninaj, ambaj, retirando, doj blóguioj rejpectiboj, a ligaxão a ejte humílimo poijo.

Quero que fiquem a xaber, porém, que continuarão a xer xempre muito bem bem-bindaj e a ter um acolhimento biáipi quando quijerem dar-me a honra de me bijitar.

Rejpeitojoj, porém trijtej, cumprimentoj do

Xívico Anacleto, o boxo guarda (ex-?) predilecto!

Xívico Anacleto disse...

Mui Caraj, Ilujtrej e Ejtimadaj Meninaj Dona Tereja e Dona Mad:

Tenho lido com toda a atenxão do mundo oj comentárioj com que Boxaj Xenhoriaj me tendej brindado.

Xupreendeu-me o tom abejpinhado e xobranxeiro doj da Menina Tereja que, ainda por xima, é imerexido (a Menina Mad, ao contrário, mantebe xempre o porte que lhe tenho conhexido e que muito admiro...).

Pelo que, finalmente, perxebo, tem habido por aqui um enorme mal-entendido: o que aj Meninaj querem é que eu bote um quadradinho com a minha fotografia tipo paxe no blóguio de cada uma, é ixo?

Xe axim é, conxiderem-no feito e até bou dijer-lhe que, xe me deixarem, porei por lá doij ou trêj. Ao final, é como ter aj fotografiaj doj familiarej na meja de camila (como dij a minha xogra – nóque de úde xri taimej ), embora a mim, ejchepechão feita à Menina Mad, me tenham calhado unj familiarej que bou-boj dijer... Então aquele da fotografia que ejtá maij à ejquerda de todaj é, balha-me Deuj Noxo Xenhor!, um xujto horríbel, doj piorej que poxa haber, e xó pode xer aparentado com a mãe da xanta da minha Almerinda – nóque de úde xri taimej aguêne!

Mantenho é, Ejtimadaj Meninaj, que num me poxo comprometer a bijitá-laj xempre e a toda a hora! Era para exa xituaxão que eu pedia a compreenxão de Boxaj Merxêj. Por bejej é o deber, outraj bejej é o dejcanxo depoij do deber, algumaj bejej é o Comandante, outraj há que xão oj meuj Camaradaj, maj há xempre alguém a chamar-me e eu nunca xei xe e quando tenho tempo libre maj xe ejtamoj a falar doj quadradinhoj, é de xeguida que bou tratar do axunto.

Rejpeitojoj e alibiadoj (por poder continuar a contar com aj bijitaj de Boxaj Merxêj...) cumprimentoj do

Xívico Anacleto, o boxo guarda predilecto!

Miguel Barroso disse...

Foi uma sorte. Um beijo dos deuses. Enfim...


Abraços d´ASSIMETRIA DO PERFEITO

PS - também gostaria de ser dono duma livraria

Fatyly disse...

A calma e a experiência de um piloto e pessoal de cabine que apenas em 6 minutos conseguirem este feito. Depois do embate e pela foto os passageiros manterem-se calmos (sabe-se lá o que iria dentro deles) em cima das asas do avião...é obra da tripulação e da inter-ajuda entre os passageiros.