janeiro 14, 2008

Lascia ch'io pianga

Farinelli, um filme inesquecível que eu estava a precisar de rever.

7 comentários:

Teresa disse...

:)

Vê este post do meu querido Coveiro (a Cangalheira que ele refere sou eu...):
:)
http://meloes-melodia.blogspot.com/2008/01/uma-semana-como-qualquer-outra.html

Beijo grande e boa semana!

Mad disse...

Sempre omnipresente, Teresa! Já lá fui.

Huckleberry Friend disse...

Belíssimo filme... impressionante a técnica usada para reproduzir a voz do castratto: as árias foram gravadas por um tenor e uma soprano, e depois as faixas foram decompostas em milhares de troços, reorganizados ao computador. Mas esqueçam esta treta quando virem o filme. E talvez, como certa nobre que assiste à actuação de Farinelli, tenham um orgasmo musical.

Capitão-Mor disse...

Realmente trata-se de um grande filme que me revelou todo esse mito dos castratto.
Hoje escrevi um texto que faria a delícia dos teus FUC**** ASSHOLES! :)

Boa semana para ti!

Mad disse...

Huck,
O mais incrível é que tudo isso foi feito há para aí 15 anos, antes da era dourada dos computadores. O filme é todo ele deslumbrante.
Bjs.

Capitão,
Já fui, já comentei, já casquei, etc. O costume!
Bjs.

Melões Melodia disse...

E que ha mesmo cada coincidencia...
Beijo grande.

sem-se-ver disse...

tenho esta ária cantada pelo edson cordeiro na respectiva juke--box. convido-a a ir lá! :-)