janeiro 27, 2009

Tcharan!!!


Eis as primeiras fotografias do Bartolomeu:

A Elizabeth, filha do Jack, dentro de um dos cascos.

Parece uma nave de uma igreja, não parece?

Os dois cascos prontos para começarem a ser revestidos a madeira.

O Jack, o nosso amigo belga (ele mede 1,90).

Outra perspectiva.

A começar o revestimento (strip planking).

Não se esqueçam que ele vai ser mais ou menos assim...

... mas é lá mais para o fim do ano.
Que tal?

21 comentários:

Paulo disse...

Não sei se terei direito a um convite para o baptismo...

Seja como for, acho que vai ficar lindo.

Mãe da malta disse...

wow!

Conde disse...

Eu quero saber é qual é o rumo que ele vai aproar quando estiver concluido.

Fatyly disse...

Vai ficar uma belezura e que tudo corra como pretendes(em):)
Quem não ia nele era eu porque tenho pavor a barcos mas posso ir a nado:)))

Carlota disse...

Fixe!
Fico à espera de um convite!

PKB disse...

Vou já reservar as minhas caixinhas de vomidrine =)

filos disse...

Absolutamente fantástico! Quero ir, please??????

Alf disse...

Ainda bem que somos tão amigos!

João Paulo Cardoso disse...

Grandes fotos, Mad!

"O Caso Freeporn", no "Eldorado".
A não perder.

Beijos.

Peter Mary disse...

Que espectaculo, eu já reconstrui um e deu tanto trabalho que mais valia ter feito de novo. O dia que foi para a água foi magico...
Os meus parabens e se precisarem de ajuda é so dizer.
Vão "postando" mais fotos :-D

Bjs e abracos

Maria do Desassossego disse...

Amôri,

Como tua amiga tãaaaaao querida, não venho dizer que fico à espera do convite. Já me considero convidada:-)

Beijos

num relance disse...

que tal? parece-me muito bem :-)
o Jack, com 1.90, dá a noção da dimensão da coisa... coisa pequena, portanto :-)
votos de que a construção continue de vento em popa :-) pun intended :-)

Sinapse disse...

Fantástico projecto!

Xívico Anacleto disse...

Ejxelentíxima Menina Dona Mad:

Ejtou completamente êcrajê com xemelhante marabilha.

Nunca ajpirei a ter iatej maj xempre penxei como xeria bom um dia bir a ter amigoj com iatej. Xerá dejta???

É porque, por agora, tenho xó (e num é pouco) oj amigoj (bajtantej e bem bonj, por xinal) maj tomaram elej ter dinheiro para ir paxar quinje diaj a Benidorm na xegunda quinjena de Agojto, numa penxão rajca, quanto maij terem iatej para irem para a marina de Benalmádena.

Ejtou que enquanto o Exjxelentíximo Xenhor Bartolomeu ganha forma e bida, habemoj de ximentar ejta inxipiente amijade.

Rejpeitojoj cumprimentoj do

Xívico Anacleto, o boxo guarda predilecto.

P.X. Há bocadinho bi-a noutro blóguio, Menina Mad. A Menina também me saíu cá uma rapioqueira... É que num pára em caja!

Diabba disse...

Tás a ver?? Eu não te vou andar a passar manteiga e a dizer "ai que amiguinhas que somos" hihihihi
Mas que fique claro que só o não faço porque tenho medunfa de espaços muito abertos! (eu gosto é da caverna, e mai nada!)

beijo d'enxofre

Xívico Anacleto disse...

Olha... E a Ejxelentíxima Xenhora Dona Diabba também por aqui anda...

Afinal, aj Meninaj conhexem-xe todaj umaj àj outraj...

Que xaudadej eu tinha da Xenhora, Xenhora Dona Diabba...

Agora, quando a Menina Tereja ejtiber maij capaj, quando recuperar dejte mau momento que atrabexa, habemoj de marcar uma tertúlia aqui na uârelde uáide uébe, ejtá bem???

Rejpeitojoj cumprimentoj para a Xenhora, Xenhora Dona Diabba (e também para a Menina, Menina Dona Mad, que afinal ejtamoj em xua caja).

Xívico Anacleto, o boxo guarda predilecto

Su disse...

Eu gosto muito da tua companhia, mas dispenso um convite... enjoo imenso no mar! Nem atravessar o Tejo num cacilheiro para ir ao Atira-te ao Rio faço, sem antes tomar um Enjomim...

Mas que é uma linda barcaça, isso não há dúvida!

tcl disse...

na minha próxima vida tb vou criar peixinhos para a parvónia sur delta! Lindo que vai ficar, Mad!

JS disse...

FENOMENAL!!!

Pedro Viegas disse...

Para uma das pessoas mais importantes do espaço... aqui vai ... uma lembrança.

http://1000conversas.blogspot.com/2009/01/espirito-do-selo.html

Mad disse...

Obrigada pelos comentários e desculpem não responder um a um (que bem me apeteceu quando os li), mas estou de luto solidário com a Teresa.