janeiro 06, 2009

Starry night

Um quadro, uma música e uma visão que tive. Só isso.

Starry, starry night
Paint your palette blue and grey
Look out on a summer's day
With eyes that know the darkness in my soul.
Shadows on the hills
Sketch the trees and the daffodils
Catch the breeze and the winter chills
In colors on the snowy linen land

Now I understand what you tried to say to me
How you suffered for your sanity
How you tried to set them free
They would not listen, they did not know how
Perhaps they'll listen now

Starry, starry night
Flaming flowers that brightly blaze
Swirling clouds in violet haze
Reflect in Vincent's eyes of China blue
Colors changing hue, morning fields of amber grain
Weathered faces lined in pain
Are soothed beneath the artist's loving hand

Now I understand what you tried to say to me
How you suffered for your sanity
How you tried to set them free
They would not listen, they did not know how
Perhaps they'll listen now

For they could not love you
But still your love was true
And when no hope was left in sight
On that starry, starry night
You took your life as lovers often do
But I could have told you, Vincent,
This world was never meant for one as beautiful as you

Starry, starry night
Portraits hung in empty halls
Frameless heads on nameless walls
With eyes that watch the world and can't forget
Like the strangers that you've met
The ragged men in the ragged clothes
The silver thorn of bloody rose
Lie crushed and broken on the virgin snow

Now I think I know what you tried to say to me
How you suffered for your sanity
How you tried to set them free
They would not listen, they're not listening still
Perhaps they never will
.

9 comentários:

Ervi Mendel disse...

Como diz o Alf: antes isso que a droga...

Pedro disse...

Só? Eu acho que não é nada pouco!

Teresa disse...

Uma das músicas da minha vida.

http://gotaderantanplan.blogspot.com/2007/04/vincent.html

Terpsichore lusitana combatente disse...

Óptimo Mad. Foi então mal a minha interpretação - e isso alegra-me.

Muito boa esta da música e do Vicente, mesmo mesmo a propósito!

Obrigada pelos bjs e desejos de bom ano. Bem preciso.

E de uma câmara fotográfica... também...

CoRa disse...

Que paz traz essa canção né?
E o quadro? De quem é?
Pois... Postei, finalmente :D
obrigada pela visita. Andei relendo o email que me mandaste qdo o Alfie se foi... Criaste sem dúvida uma ponte muito bem feita entre nós... ;o) Ontem sonhei com nossos anjos ele e o seu Batatinha fofo a brincarem. Sinto que estão bem. beijos

Mad disse...

O quadro é de Vincent Van Gogh (o meu expressionista favorito), a quem a música é dedicada.

Ainda me lembro do Batatinha todos os dias, não é incrível? Já tive imensos cães, mas este, talvez por ser doente desde pequenino e também por morrer tão novinho, é do que me lembro mais de todos.

filos disse...

Um dos meus pintores preferidos,acompanhado por uma das músicas que mais gosto! Acho que fiquei deprimida e não sei bem porquê!??
beijinhos

Pedro Viegas disse...

Adoro esta musica, esta letra.
Andava a tentar lembar-me dela... finalmente apareceu, e colocada por ti.

Parabéns pela brilhante escolha... como sempre?

JP

PKB disse...

Adoro esta canção. Tem um poema lindíssimo e uma melodia a condizer.
(E o quadro também é uma verdadeira obra prima.. pena o homem só ter sido reconhecido a título póstumo :/ )