março 05, 2008

Pedro e o lobo



Pois é. Depois corre-se o risco de ninguém acreditar na história da próxima vez. Talvez não da próxima, mas na outra a seguir...

5 comentários:

filos disse...

Meu Deus, Mad! Fiquei sem palavras ao abrir o blogue, hoje! As lágrimas correram-me cara abaixo, como uma criança! De repente vi-nos às duas à frente de um gira- discos a ouvir esta música 100 vezes e a decorar a letra.A verdade é que a cantei de cor, como se tivesse outra vez 15 anos e o futuro me sorrisse.Esta é definitivamente uma das nossas músicas! Obrigada! Mil beijinhos

Anónimo disse...

Porque tenho a sensação que isto é para mim? Por ser a vez do coração, por ter lá escrito cuidado, pelo que escreveste e porque sei que me queres bem! Errei?

beijos

Nani disse...

Essa história assustava-me de morte quando era criança... essa e do Alibabá. ;)

Mad disse...

Filos, a música também era para ti.

Querida anónima: não, não erraste. Eu sou brutinha às vezes, mas é sempre com boas intenções. E gosto muito de ti.

Nani, eu cada vez gosto menos desta história.

Anónimo disse...

Bem me parecia. És um bocadinho brutinha, diga-se de passagem, mas às vezes precisamos de amigos assim e eu está visto que encontrei! Nem sempre se vai lá com falinhas mansas... dois berros bastam! Obrigada!

Só depois percebi que a música era para mim também... ;) É linda!