janeiro 28, 2008

A corda


Antes que o desespero total nos abata, é sempre bom ver o tamanho da solução do nosso problema. Um pouco como a história do poço e da corda. Se forem precisos 10 metros de corda para sair, claro que não vão ser 5 metros que resolvem o problema.

De qualquer modo, é óptimo ter alguém que, num telefonema, nos põe as coisas em perspectiva, nos dá sacudidela e nos lembra que, afinal, só faltam mesmo 10 metros de corda...

8 comentários:

João disse...

Olá! Sou o primeiro ehehehe...
Os amigos, os verdadeiros, dão sempre a "corda" que precisamos, bem hajam!
Mas somos nós que temos de a subir (corda) a pulso.Porque ninguém faz o trabalho por nós, é assim que vejo a situação.
Além do mais, bater no fundo, é sempre deixar muita coisa má para trás, começando a escalada para uma nova aventura de vida.
Prazer

Fatyly disse...

Subscrevo porque são nesses momentos que vemos a dimensão da nossa corda e daquela que nos atiram.
Força!

filos disse...

Querida Mad, sabes que por maior que seja a corda que precises eu cá estarei para ta atirar!
Quando respondes aos meus mails e ao meu convite para uns maravilhosos dias por terras da Beira? Bjs.

Anónimo disse...

Querida Mad
Uma corda é constituída por um conjunto de fibras entrelaçadas ou enroladas ao comprido. Se a desentrelaçares e voltares a entrelaçar com menos densidade, os 5 metros podem facilmente chegar a 10 ou até 15 metros aguentando bem a carga.
(a tropa sempre serviu para alguma coisa...)
Bjos
I.A.

Su disse...

Depois de ler post mesmo aqui em cima (I.A.), fiquei sem palavras. Ou melhor, fiquei sem ter o que dizer mais...

Beijinhos! P'rá frente é o caminho...

MariaV disse...

O que é que se passa miúda? As brumas de Marvão fizeram-te mal? Tenho aqui um rolo de corda resistente com muitos metros de comprimento. Queres que ta atire já?
Beijos

av disse...

A corda? Nada disso... ACORDA!

Claro que vais saber o que fazer, miúda. E o I.A. tem toda a razão: há que desfiar a corda e fazê-la render. Só não vale pô-la ao pescoço.
Bjs

Capitão-Mor disse...

Calma rapariga! Deus reserva-nos sempre boas surpresas, embora o caminho seja muito pedregoso na maioria das vezes.
Abraço!