junho 13, 2011

Capítulo #347

Pela milésima vez, eu não ameacei criança nenhuma. Não sabia da existência de tal criança até há 3 semanas, continuo a não saber se é loiro, moreno, grande ou pequeno. Não que me interesse particularmente. Só lhe desejo que cresça saudável e que seja feliz, na medida em que uma criança que tem uma mãe com um desequilíbrio deste calibre o pode ser.

Também não ameaço “partir os dentes ou a tromba” às pessoas, isso é linguagem de peixeira. Ameacei-a, sim, e desde o princípio, com aquilo que sempre tencionei fazer, e que é um processo judicial. Cumpri.

Aliás, ameaças físicas só mesmo as dela e das amigas; minha não vão ver uma em lado nenhum, pela simples razão de que nunca foi feita.

Continuando, quem “alegadamente” – e as aspas aqui têm importância - lhe ameaçou o “menino” (que, btw, é termo que também não uso) foi um comentador anónimo. O porquê de o ter feito não sei, mas das duas uma: ou tomou as minhas dores, e nesse caso só desajudou; ou então não existe de todo, e foi a própria criatura que ficou sem argumentos – o que é o mais provável. É que, segundo consta, há sempre um anónimo amigo que aparece nas alturas mais convenientes para ameaçar a criança. Nas VÁRIAS alturas, é bom que se note. Há historial.

O porquê de ela embirrar comigo? Bom, ela embirra com uma série de pessoas, é facto sabido por essa blogosfera fora. Mas porquê eu, que andava fora da blogo há 2 anos? Estou convencida que foi por que sou muito amiga da Teresa, a quem defendi uma ou duas vezes em situações em que foi indecentemente atacada. Porque a Teresa é cuidadosa com quem aceita no facebook e eu não sou (ou não era, estamos sempre a aprender). Porque foi fácil, sabendo que somos grandes amigas, procurar fotografias dela, que certamente estariam na minha página, como de facto estavam.

Eu nunca tinha prestado atenção a esta criatura, à sua vida e/ou à da sua família antes disto acontecer. Como foi ela parar ao meu facebook? Boa pergunta. Não me lembro. Tenho uma vaga ideia que migrou do twitter no tempo em que eu tuitava - há mais de dois anos, altura em que tirei férias deste blogue. Ou talvez até de antes disso. Não sabia nem da sua existência anódina até às mesmas 3 semanas atrás, altura em que fui confrontada com um blogue fantasma que incluía fotografias roubadas do meu facebook (e não só) e ofensas pessoais do mais baixo nível. Blogue esse que foi criado exclusivamente para este efeito e que esteve escassas horas no ar. Mas esta história já vocês sabem. E se não souberem e fizerem muita questão de saber, podem procurar aqui, aqui e aqui.

A criatura, além dos outros distúrbios, também é hiperactiva. Ela posta, reposta, edita, apaga, volta a editar, abre o blog, fecha o blog, apaga o blog. Que canseira. E agora vem com uma ameaça nova, que é de aproveitar este caso e pôr-me na Craigslist. Obrigada, T, por lhe dares estas ideias :-)

Bom, esta última ameaça procupa-me, de facto. Porque, ao contrário dela e das amigas lacraias, eu não me escondo atrás de um nickname ridículo ou de um avatar que parece a namorada do Chucky. A fotografia que vêem é a minha cara em grande plano, o nome do email é o meu. Portanto, se aparecer na primeira página do Correio da Manhã que fui selvaticamente atacada por adeptos do Portimonense e/ou ferozes praticantes de Krav Magá (google it), já sabem o que se passou.

Quanto às lacraias que rodeiam fatalmente criaturas deste género, e que fizeram a fineza de comentar no post anterior, tenho umas coisinhas a dizer-vos:

A primeira é que vos fica bem defender uma amiga. Mas defendam-na no território dela ou no vosso, por favor. Não venham para aqui incomodar os meus 3 ou 4 leitores. E já agora play by the rules, não custa aprender. Lembro-me que alguém me disse, também há 3 semanas, para não me meter numa luta que ia fatalmente perder por haver um limite do qual eu nunca desceria. É uma maçada ter educação.

A segunda é recomendar-vos que se inteirem em primeiro lugar do que realmente se passou e que não aceitem como verdade incondicional o que é afirmado sem provas. Porque, comentando anonimamente, nao há garantia nenhuma de que não tenha sido a própia a fazê-lo, ou um qualquer anónimo que ela de vez em quando incita a comentar em posts do género "vá anónimos, comentem agora à vontade que deixo passar tudo!" quando quer que as pessoas que expõe sejam publicamente enxovalhadas. Como calculam, quem realmente se preocupa com este tipo de comentários e ameaças ao seu filho não permite comentários anónimos e muito menos os publica, ponto final.

A terceira é para não se preocuparem em descer o vosso nível. É tarefa impossível.

A última é simplesmente XÔOOOO.

18 comentários:

Luna disse...

Fico sempre espantada com a defesa às cegas de pessoas cuja credibilidade é a mesma de um mentiroso compulsivo, e que no seu historial de blogger já:

- publicou em página principal comentários de um hate blog onde ofensas e detalhes de vidas pessoais de bloggers que nunca tinham tido contacto com ela eram expostos, incluindo nome, onde trabalhavam, etc.

- publicou emails privados trocados com outros bloggers, revelando os seus nomes e endereços de email, em problemas que poderiam ter sido resolvidos em privado.

- publicou excertos de emails trocados com bloggers que na altura a estavam a tentar ajudar numa situação desagradável e se solidarizaram com ela, sem lhe terem dado essa autorizaçao.

- publicou fotos pessoais retiradas de blogs ou twitter de outros bloggers com único intuito de ofender e enxovalhar publicamente, só porque não tinha gostado de um comentário.

- permitiu comentários anónimos e os incitou várias vezes, e mesmo tendo moderação, deixou passar os mais ofensivos ou difamatórios contra outros bloggers.

- se queixou milhentas vezes de ameaças anónimas ao seu filho, mas ainda assim continua a permitir e deixar passar comentários anónimos com as mesmas ameaças.

- fez acusações infundadas e ofendeu comentadores sem razao nenhuma para isso em caixas de comentários.

- fez posts a atacar outros bloggers, com teorias de conspiração ridículas, fazendo links para os respectivos blogs.

- ameaçou outros bloggers de os expôr e à sua vida pessoal no seu blog.

- ameaçou fisicamente outros bloggers chegando ao limite de ameaçar com o "caso craigslist", um dos casos mais aberrantes de falta de todo o tipo de humanidade ou integridade (nojo, nojo)

- ficou a falar sozinha várias vezes, quando os comentadores insultados por ela desistiram de ter mais conversas racionais.

- primeiro reclamou histericamente de um post de esclarecimento em que a sua imagem não saía nada favorecida, depois reclamou que o post tinha sido apagado "apagas posts, sua estúpida!", e finalmente quando republicado, voltou a reclamar que o post tinha sido publicado novamente, com excalamções iradas "deixa-me em paz, sua estúpida!". isto quando, de facto, a tentavam deixar em paz, mas ela não deixou com comentários mais que insistentes. haja coerencia.

- apagou posts e o blog vezes sem conta, sempre que estas coisas aconteceram, a ver se minimizava o impacto da merda que fez. quem nao deve nao teme, digo eu.

Isto tudo sob um nick e nome falso no facebook, sem nunca dar a cara, sem ninguem saber quem é, ao contrário de boa parte das pessoas que tem atacado. Não é estranho uma só pessoa arranjar tantos problemas com tantas pessoas diferentes, que nem se conhecem entre si? Onde há fumo há fogo, sempre ouvi dizer. E quando um comportamento é muito recorrente, e nunca foi visto nas outras pessoas envolvidas, é capaz de ser sinal de que nao é o resto do mundo todo que está errado...

Droky disse...

Muito bem respondido, sim senhora. Só tenho pena que nem ela nem as amiguinhas vão perceber, porque como já se sabe se incluires um mínimo de senso comum no texto elas deixam de perceber :p

***

Mad disse...

Luna,
Por mais que tente, a única coisa que consigo acrescentar ao teu comentário é "haja coerência até na asneira" (uma das minhas frases preferidas de sempre). Ela nem na asneira, o que, como bem dizes, é sintomático.
Beijos.

Droky,
Senso comum, calma, sensatez, educação... etc. Talvez se lerem devagarinho.
Beijos.

PS (para as duas) - Estou tão farta desta moderação de comentários. Vou tirar.

A. disse...

nem sei que diga. apercebi-me de toda a polémica uns bons dias depois dela acontecer. nunca soube quem eram as visadas no tal blogue de mau gosto. agora que cheguei ao teu através do dela (que não sei como nem porquê também me pediu amizade no facebook e eu, depois de alguma insistência dela e na boa fé, aceitei. e atenção que eu nem sequer tenho fb do meu blogue, foi o meu pessoal mesmo. aliás, nem tenho o )... fiquei de boca aberta com o tom e a forma de falar dela. Olha, não sei... acho q está tudo doido e anda meio mundo a tentar lixar o outro. E sabe-se lá porquê! Aguenta firme, pq pelos vistos e pela conversa "vai vir treta e mais treta daquele lado". Respira!

Mad disse...

A.,
Queres um conselho? Tira-a já do teu facebook, ainda mais se é pessoal. Só por este comentário que acabaste de fazer aqui (ela não precisa de mais) corres riscos desnecessários. Tira-a JÁ.

Teresa disse...

Amanhã comentou, que estou no telefone.
Quero apenas reforçar a recomendção feita à A.: tirá-la do FB quanto antes. O comentário aqui deixado foi o suficiente para ganhar uma inimiga, foi assim que começou comigo.
Com esta tresloucada criatura todo o cuidado é pouco.

Almofariza disse...

Realmente há coisas que por mais que faça esforço não consigo perceber. Só para lhe desejar muita paciência para aturar com esta "Senhora" que já há muito vinha dando sinais que havia alguma coisa de muito errado.

Cadês
Almofariza

P.S-Esperta foi ela, em ser amiga de meia blogosfera sem nunca ter uma foto sequer sua.

Luna disse...

até a mim - que não tenho muito a ver com a grande massa da blogosfera e muito menos com estas confusões que para aí andam - ela já me teve como amiga no facebook. eliminei-a mal isto se começou a desenrolar.
a vocês desejo-vos sorte e muuuita paciência, lá terá que ser.

Mad disse...

A.
Told ya.

Almofariza,
Obrigada.

Luna B,
E eu, que andava fora há 2 anos?...

-
Beijos a todas, vou dormir que vou ter um dia cheio amanhã.

pink poison disse...

Bom dia, eu não tenho facebook, e, tal tem amigas, ela também as terá. No entanto houve ali um ponto em que sim, lhe dou razão, não vou dizer qual.
Mas vou assistir, só de bancada ao desenrolar da história, e se eu estiver a defender erradamente, serei a primeira a pedir-lhe desculpas.

Mad disse...

Pink Poison,

Não percebi a primeira frase - sem ironias, sério.

Quanto ao resto, não pergunto - se calhar porque calculo qual seja, é bastante óbvio. Adiante.

Chegaram-me estas suas palavras, não espero pedido de desculpas nenhum. Não sei se reparou, todos os seus comentários foram publicados, como pediu.

A minha guerra não é consigo, nunca foi.

Teresa disse...

Ou me engano muito ou a Pink Poison, com este último comentário, assinou a sua sentença de morte.
Quanto tempo até a criatura começar a disparar também na direcção dela?

Marry disse...

cara Mad, digo-lhe o mesmo que a pink poison mas reparei em algo que gostava imenso de salientar.. vários comentários em anónimo vieram assim parar ao meu blog, como deve ter reparado, a ameaçar e tudo mais, e acho um bocado estranho virem defende-la assim do nada e no meu blog.. não?

Mad disse...

Marry

Desculpe não começar por "cara", mas a hipocrisia não é o meu forte.

Finalmente, um comentário seu a que posso responder.

Não, não acho estranho. Ou acharia, se também achasse estranho virem defender-me assim do nada aqui, como aconteceu. É procurar. Há pessoas que não me conhecem a mim nem à PC, que lêem as duas partes e que, pasme-se!, opinam a meu favor. Talvez porque eu não acuso ninguém a não ser que tenha provas, não publico nada que não tenha sido já publicado antes com distorções, não insulto gratuitamente nem os protagonistas nem os "actores secundários". Resumindo, eu não ataco ninguém, apenas me defendo. Apenas exponho aquilo que foi previamente exposto "editado". Você conhece a história.

Como já afirmei várias vezes, eu dou a cara. Começo por dar a cara no blog: na fotografia, no email, nos comentários que faço. SEMPRE. No blog da PC, inclusivamente, no único comentário que lá fiz e que não foi publicado, evidentemente. Daria a cara também no seu se tivesse comentado lá, o que não aconteceu (não que não tenha visto o que lá postou e tudo o resto... desculpe-me, nem dá vontade de me meter). Aproveito para lhe dizer que denunciei o seu blog por postar uma fotografia minha. É seu direito vê-la no meu blog, mas não publicá-la no seu. Se for cortada, já sabe que fui eu.

Como também disse à Pink Poison, a minha guerra não é consigo. Defendam a vossa amiga, é uma atitude muitíssimo louvável, mas façam-no com decência e nunca aqui. Ah, e DEFENDAM, não ataquem gratuitamente - é diferente.

Não me viram, nem vão ver nunca, e nem às minhas amigas, a comentar nos vossos blogs. Não me vão ver, e nem às minhas amigas, a plantar comentários de ódio em blogs de terceiros. Os anónimos, que obviamente não sei quem são, que comentaram no seu blog, manifestaram o seu apoio a mim de uma maneira errada, mas compreensível: há muita gente que tem medo de confrontar a PC. Como alguém disse, ela foi esperta o suficiente para ser amiga de metade da blogosfera no FB sem dar um centímetro seu a conhecer. E isto quer dizer o quê?

Obrigado pelo seu comentário. É importante para mim.

pink poison disse...

Mad, faltaram palavras: Eu queria dizer que não tenho facebook e que você tal como ela, tem amigas.
E infirmo o que disse. perante um comentário que aqui li e perante outras conjunturas (que também estão relacionadas com alguém que me odeia na blogosfera e era bem capaz de aramar isto), se eu perceber que errei, peço desculpas sim. Até lá, é assim: gosto dela, problemas, "pancadas", todos temos.
Queria também dizer que nesta merda toda, não há guerras, isto é a blogosfera, mas que, pode, e é apenas uma questão em aberto, pode mesmo existir alguém que quer pôr toda a gente contra toda a gente.
E que se todas nós nos conhecessemos noutras circunstâncias, éramos umas gajas fixes: a luna, é seguida por uma grande "amiga" da net e que faz parte de um blog de equipa comigo a meu convite, um dia posso ir parar ao blog dela.
Ontem li a maluca do Krav Magá e o Zé (isto tem que ver com um post do meu blog e não deve perceber) e apenas me ri. Mas há quem possa não rir, possa magoar-se.
Repito: peço-lhe desculpas depois de averiguar, com tempo, pois tenho uma vida, como se passou tudo.
Boa noite

pink poison disse...

Teresa: a minha sentença de morte quem assina sou eu, e eu nunca me movo pelos outros, mas por mim. O meu blog, foge à linha convencional e está lá bem patente que quem dispara para o meu lado, desculpem a liguagem: fode-se. ou com desperzo ou com palavra ssecas, cruas mas sempre frontais.

Mad disse...

Pink Poison,

Pela terceira vez, digo-lhe que defender os amigos, tendo eles ou não razão, sempre fez parte da minha atitude.

Se chegar a alguma conclusão, gostaria muito que me informasse em privado, evidentemente. Tem a minha palavra de honra - que para si valerá o que valer, já se sabe - em como nada do que me disser sai para aqui. O meu email está por aqui algures.

Infelizmente, eu não tenho dúvidas. Não se esqueça que essa terceira pessoa de quem fala teria de estar no meu facebook, que foi por onde isto tudo começou.

pink poison disse...

Ok, vou ver, mas digo-lhe que gosto dela, sei que pode estar a haver um daqueles mal entendidos de merda e vou, ver se encontro mail algures.
Para já percebo que percebe o meu lado, ela é porreira para mim, defendeu-me (em silêncio) de quem me quer ver pelas costas e isso não significa que a Madalena, não seja igualmente amiga e isso tudo...
Para já o que eu quero mesmo é a ameaça concreta, comprovada, argumentada e o tal mail ou local onde supostamente ela lhe terá chamado puta.