novembro 16, 2008

E hoje

... foi melhor ainda! A mãe foi às compras e fez cozido à portuguesa só para ele: 1 kilo de carnes várias e 1/2 chouriço de sangue. É só cortar em bocadinhos e já está. Não levou couves, arroz, batatas, nem nada dessas porcarias. Não foi ao lume - para quê?, é muito melhor cru! De sobremesa, quadradinhos de bacon, uns ossos para roer, um bocadinho pequenino de tarte de amêndoa (belheeec, o bacon era muito melhor), e uns camarões fritos que sobraram do jantar de ontem - nham nham nham!

E dormiu uma bela sesta a seguir, até ressonou. À tarde, toca de esfregar a baba e as ramelas aos sofás brancos outra vez (tamém já tavam sujos), de beber dois litros de água fresquinha e de dar uma bela cagadela no corredor, que o jardim é longe e não lhe apeteceu descer as escadas (quis ir, eu é que não deixei). Coitado, ficou aflito porque sabe que fez asneira da grossa, mas dei-lhe cinquenta beijinhos e percebeu que a coisa passava.

A jantarada foi mais cozido, os ossos do resto do nosso jantar e, calhando, mais uns quadradinhos de bacon, pois.

E assim se vai indo, feliz da vida (ele, que é o que interessa).

4 comentários:

Patti disse...

É isso Mad. É por aí.
Ele vai levar o melhor de tudo e de todos...

O tempo dele é mais curto, mas deviamos levar a vida sempre assim, pelo melhor, não é?

Beijinhos e força ...

Teresa disse...

Queremos ver esse matulão feliz. E a vela continua a arder...

Hoje foi o terceiro dia.

Com o Rei na Barriga disse...

um beijo grande para hoje e outro para amanhã.
Ana

Filos disse...

Um beijo para vocês e uma festa grande para o Batata que é um fofo!