setembro 10, 2008

Vasco, o príncipe gato

Sua Excelência D. Vasco I já apareceu.

Passou dois dias em casa do seu Raimundo, o vigia do hospital, que pôs uma cidadezinha inteira em polvorosa à procura dele para ganhar os 300,00 reais de recompensa que lhe tínhamos prometido se o encontrasse (sim, que não foi por amor aos animais!). Depois de ter sido resgatado pelo Jack, um amigo que teve a pachôrra de fazer 600 km de táxi para o ir buscar e mais 200 km para o levar à fazenda e entregá-lo no colo da chorosa Paizinha, que não sabe se chora mais por nos termos vindo embora se pelo facto de o gato ter fugido.

Sua Excelência chegou, miou durante uma hora ao colo da bábá (provavelmente a queixar-se do pai, que o deixou ao relento longe de casa), comeu um kilo de ração e dormiu durante 24 horas seguidas, como é seu costume. A esta hora já anda à briga com os outros gatos da fazenda, o seu desporto preferido.



300,00 de recompensa + 550,00 do táxi = ARRE!

5 comentários:

leonor disse...

É lindo, o Vasco. Adoro gatos ruivos.

Van Dog disse...

:)

Teresa disse...

Tão lindoso!
E mesmo que fosse feio (não há gatos feios, é uma impossibilidade absoluta)... não acredito, recuso-me a acreditar que o deixasses ficar lá!!!

Quando é a chegada do Pinxe?

E quando reúnem as CBC? Se bem me lembro, tinhas prometido um arroz de pato da Rosa...

Pedro disse...

É igual ao meu Diniz! Lindo, claro está ;)

diogo disse...

:)