abril 30, 2008

Cheguei!

Desculpem-me a ausência, mas tenho andado ocupadíssima.

Para resumir, está tudo verde-verde-verde. O meu flamboyant está enorme, o Batata pesa mais 20 kg e tem mais meio palmo de altura, o jardim está uma selva, o Vasco está esquelético porque desaparece três dias seguidos e depois chega a casa e só come e dorme outros três, o Xuruca continua na mesma, bem-educado e obediente, a Maria está mais magra e com uma otite, os coqueiros e as almendras estão enormes e a mangueira está linda. Enfim, a vida seguiu mansa enquanto eu cá não estive.

A Paizinha quase chorou quando me viu: achava que eu já não voltava, apesar de o Diogo lhe jurar o contrário todos os dias. Trouxe-lhe de presente uma carteira prateada e umas sandálias de salto alto a condizer, grande moda na “órópa”, um perfume francês e roupa da Zara, marca “chique” que ela conhece das revistas e do meu armário. Adorou tudo. Está muito mais animada, fala pelos cotovelos e já recomeçou com as cantorias enquanto limpa as casas de banho.

E o meu Cachucho está lindo e querido como sempre. Tem mais uns brancos na barba e está mais magrinho, mas o sorriso e os olhões verdes continuam os mesmos. Deu-me um abraço de partir costelas quando saí do avião (entre outras coisas - eh eh eh).

Parece que eu trouxe o Sol. À parte a “pequena” tempestade tropical de ontem, que fez com que a casa ficasse ilhada outra vez e, à moda de Astérix, parecesse que o céu nos ia cair em cima da cabeça, a Natureza deu-me as boas-vindas. Ontem de manhã, enquanto passeava com o Xuruca pelos viveiros, no espaço de meia hora em que o sol saiu de trás das nuvens, assisti ao levantar voo simultâneo de milhares de borboletas amarelas, à passagem barulhenta de um enorme bando de catatuas verdes e à visita surpresa de um macaco-prego empoleirado no meu alpendre.
Cheguei ao Brasil pela última vez. Parece que agora o vejo com outros olhos.

10 comentários:

Diabba disse...

Descreves o paraíso... diz-me lá pq é que queres sair daí?

Trocava de lugar contigo (e até te deixava ficar com o Diogo e tudo) hihihihihi

beijo d'enxofre

Fatyly disse...

Normalmente apreciamos mais as coisas quando sabemos que as vamos deixar e ainda bem que encontraste tudo bem.

Vais sentir saudades desse paraíso, mas encontrarás outro!

Capitão-Mor disse...

São as saudades do futuro! :)
Lá na frente irás sentir falta de tudo isso...

angela disse...

já demoravam as noticias...
de repente transportaste-me e é como se já estivesse lá estado!deve ter coisas lindas...
já podes começar a escrever as memórias(rssssssss)
bjinhos

Alf disse...

Aproveita bem. Vais ter saudades e eu também :)

*

filos disse...

Ainda bem que chegaste bem e que encontraste tudo no sítio!!!! Aproveita bem estes últimos dias de verde, de sol e de paraíso tropical. Beijinhos e cá te espero!

de dentro pra fora.... disse...

Sempre bom voltar!...

MariaV disse...

Ó p'ra ela a dar notícias. E lindas. Pois é, prima, também acho. Isso serão saudades, mas do futuro (?). Quando voltares para cá, fazes outro paraíso noutro lugar.
Beijo
Rosa

Sofia disse...

É disso que vais ter saudades, não é? Dessa paisagem, dessa paraíso da natureza aí ao lado!

Ainda bem que dás notícias! Quando voltares, vais ver que também encontrarás muitas coisas diferentes por aqui... eu serei a que está mais gordinha! Tenho de te mandar fotografias!

beijos

kiko b disse...

boa, ainda bem que encontraste tudo no lugar. só te esqueçeste de falar no BUDA - esse grande sapo -
foi com quem mais me identifiquei ( deve de ter sido por sermos os dois "inchados")
agora vão ser uns dias valentes de peixe grelhado para ficares com a "linha"...
beijos prá ti e grande abraço ao SEU "cachucho"...