fevereiro 10, 2008

Peras e Mark Rothko

Mark Rothko, Orange and yellow
Tenho uma nova amiga. Inteligente (eu sabia), interessante (só descobri agora) e bonita (ela tarda em descobrir). Rodeada de amigos fantásticos cuja existência prova, sem sombra de dúvida, o que eu acabei de afirmar. Com um bom gosto invejável e uma cultura infinita. Que me apresentou referências esquecidas. A prova cabal que temos tanto que aprender com os mais novos. Resumindo, uma mulher e peras.

2 comentários:

filos disse...

Fantástico, como de "bufa" chata, se passa a amiga.Subscrevo tudo o que disseste desse ser humano lindo, que tenho o prazer de ser minha irmã.Porque tal como tu, quanto mais a conheço, mais a adoro!Ela é parte do meu coração e por ela faço tudo!E por ti também Mad! Adoro-vos às duas!

I disse...

Como aprendemos tanto com os mais velhos!!!
Sentava-me encolhida num cantinho ou espreitava pela porta duas meninas decididas e risonhas. Memorizava cada palavra e cada gesto: era assim que eu ia fazer...ou talvez não. Invejava tudo o que elas já tinham descoberto. Admirava a sua coragem sem fim! Devo-lhes mais do que elas alguma vez imaginam.
Agora voltei a sentir-me pequenina, encantada com a magia das palavras que ainda não sei fazer. Talvez um dia consiga escrever o indizível que se esconde por detrás de um obrigada.
um grande beijinho
I