janeiro 15, 2008

Novo dixionário da lingua pertuguesa


*Alevantar* O acto de levantar com convicção, com o ar de 'a mim ninguém me come por parvo!... Alevantei-me e fui-me embora!'.

*Aspergic* Medicamento português que mistura Aspegic com Aspirina.

*Assentar* O acto de sentar, só que com muita força, como fosse um tijolo a cair no cimento.

*Cápom* Porta de motor de carros que quando se fecha faz POM!

*Destrocar* Trocar várias vezes a mesma nota até ficarmos com a mesma.

*Disvorciada* Mulher que se diz por aí que se vai divorciar.

*É assim…* Talvez a maior evolução da língua portuguesa. Termo que não quer dizer nada e não serve para nada. Deve ser colocado no início de qualquer frase. Muito utilizado por jornalistas e intelectuais.

*Entropeçar* Tropeçar duas vezes seguidas.

*Êros* Moeda alternativa ao Euro, adoptada por alguns portugueses.

*Falastes, dissestes* Articulação na 4ª pessoa do singular. Ex.: eu falei, tu falaste, ele falou, TU FALASTES.

*Fracturação* O resultado da soma do consumo de clientes em qualquer casa comercial. Casa que não fractura... não predura.

*Inclusiver* Forma de expressar que percebemos de um assunto. E digo mais: eu inclusiver acho esta palavra muita gira. Também existe a variante 'Inclusivel'.

*Mô* A forma mais prática de articular a palavra MEU e dar um ar afro à língua portuguesa, como 'bué' ou 'maning'. Ex.: Atão mô, tudo bem?

*Nha* Assim como Mô, é a forma mais prática de articular a palavra MINHA. Para quê perder tempo, não é? Fica sempre bem dizer 'Nha Mãe' e é uma poupança extraordinária.

*Númaro* Já está na Assembleia da República uma proposta de lei para se deixar de utilizar a palavra NÚMERO, a qual está em claro desuso. Por mim, acho um bom númaro!

*Parteleira* Local ideal para guardar os livros de Pertuguês do tempo da escola.

*Perssunal* O contrário de amador. Muito utilizado por jogadores de futebol. Ex.: 'Sou perssunal de futebol'. Dica: deve ser articulada de forma rápida.

*Pitáxio* Aperitivo da classe do 'mindoím'.

*Prontus* Usar o mais possível. É só dar vontade e podemos sempre soltar um 'prontus'! Fica sempre bem.

*Pertugal * País ao lado da Espanha. Não é a Francia.

*Quaise * Também é uma palavra muito apreciada pelos nosso pseudo-intelectuais. Ainda não percebi muito bem o quer dizer, mas o problema deve ser meu.

*Stander* Local de venda. A forma mais famosa é, sem dúvida, o 'stander' de automóveis. O 'stander' é um dos grandes clássicos do 'português da cromagem'…

*Tipo* Juntamente com o 'É assim', faz parte das grandes evoluções da língua portuguesa. Também sem querer dizer nada, e não servindo para nada, pode ser usado quando se quiser, porque nunca está errado, nem certo. É assim... tipo, tás a ver?

*Treuze* Palavras para quê? Todos nós conhecemos o númaro treuze.


---
Recebido por email.

11 comentários:

marta disse...

gargalhadas imensas

T'ás a ver nha? prontos acabou-se.

Sofia disse...

Há uma que me dói muito: Eu vou 'ca' Teresa ao cinema! É que acabou com o tradicional 'vou maizela'... (lol)

Ou como uma que me disse, que estavam a fazer um inquérito para depois fazer uma 'estigmativa'... quando a corrigi disse-me:

- Sabe, vivi na Holanda dois anos! E fiquei com muitas coisas de lá... (LOL)

beijos

Mad disse...

Além do "maizela", também temos o popular "cuela". Varreu-se-me.

Mad disse...

Já para não falar nos problemas nas vistas que causam as estigmativas!

André disse...

Tenho uma relação tão difícil com o "É assim ...", quando estou a ouvir alguém que começa frases com "é assim ..." dá-me uma súbita vontade de deixar de ouvir.
Deve ser intolerÂncia minha ...

Flora disse...

LISTEN TO ME CAREFULLY, I WILL SAY THIS ONLY ONCE:
Adivinha que chegou ao meu Hi5!

Do meu, chega ao teu... Do teu chega ao teu blog... Do teu blog, chega ao meu!

Tá tudo F****O!
LOL

Vais ver que qualquer dia já comenta!!!

Beijos

Sofia disse...

E a 'patite' ou o 'toxicoindependente', lembras-te? Dá problemas nas 'engives'!

O 'hádes cá vir' soa sempre bem... E o clássico 'Quédomeu' telemóvel? Olha, 'na' me lembro de mais, 'na' vou continuar 'cuisto'

Mas se precisares de 'graxar' os sapatos há ali um senhor em Alvalade... E sabes que o 'ratata bolho ou boi' (vulgo ratatouille) se faz com 'crógétes'?

Agora tenho de ir comprar 'detargente' para a loiça!

Nota: hoje, tenho cá a empregada em casa que é cada tiro cada melro!

Fatyly disse...

Também dou erros:)))))))))e um que me persegue desde os bancos da escola é "articulação da 4ª. pessoa do singular" e o raio do "s" por vezes saí disparidinho da silva.

Tudo me parece tão familiar, porque será? os ouvidos vão-se habituando à linguagem corrente, mas o pior é a escrita e oralidade de tantos "sabedores" que proliferam no nosso jornalismo para não falar...de certos professores (conheço 2:( ).

Enfim...

Su disse...

Há uns anos estava eu a "conversar" com um qualquer numa qualquer sala de chat quando ele diz/escreve: "Espera aí um estante!". Não esperei...

Capitão-Mor disse...

Fantástico! Como deves imaginar, fartei-me de levar com esse "stander". Gostava particularmente quando era proferido por aqueles cromos de unha comprida no mindinho.

MRR disse...

Eu ontem ouvi uma nova expressão, na RTP, que me marca para toda a vida. No desenrolar da grande notícia de abertura sobre o cheiro da gás em Lisboa, o comandante dos Bombeiros garantiu que, e passo a citar a pérola, " o índice de explosividade" era baixo. Não contente, a jornalista, filha daquela senhora de Felgueiras, repetiu a pérola!
Juntemos, então, à escala de valores dos índices de perigo de explosão o de "explosividade", que de certeza nos ocupará por muitos e bons anos